26 de março de 2018

Movimento Traços Urbanos debate propostas de ações para o Centro Histórico Leste de Florianópolis


Na próxima terça-feira, 27 de março, o Movimento Traços realizará um grande debate sobre propostas de ações para a região do centro histórico leste de Florianópolis, batizada de Distrito Criativo pelo grupo. A intenção é definir a programação das oficinas e outras ações a serem realizadas neste primeiro semestre e, também, analisar o andamento dos trabalhos já iniciados. O encontro acontecerá às 19h, no auditório do Museu da Escola Catarinense (MESC), aberto ao público.

Durante o encontro será apresentado o status do Projeto Deck Urbano,proposta colaborativaque cria área pública de convívio na rua Saldanha Marinho, entre as ruas Tiradentes e João Pinto - primeira ação planejada pelo Movimento Traços Urbanos, apresentada em agosto do ano passado. Outro tema em pauta será o andamento dos trabalhos do Projeto Monte Serrat Cor, do qual o Movimento assumiu a coordenação e o desenvolvimento dos projetos de arquitetura e urbanismo e de paisagismo. E também estará em debate os próximos passos do projeto do Prêmio Intervenção Urbana, resultado do XII Concurso de Desenho e Redação, promovido em setembro último pela Guarda Municipal sob o tema ‘Floripa Inteligente’. O projeto abrange a requalificação de uma área pública no entorno da escolaBásica Municipal Antônio Paschoal Apostolo, no bairro Rio Vermelho, vencedora do concurso, a partir do levantamento das necessidades e interesses da comunidade envolvida.

 

Sobre o Movimento Traços Urbanos

Planejar ações que contribuam para a requalificação dos espaços públicos e de uso coletivo de Florianópolis. Essa é a meta do movimento Traços Urbanos, formado por um grupo transdisciplinar com pessoas de diferentes competências e áreas de atuação. Em comum, elas compartilham o interesse de transformar a cultura urbana a partir da revitalização de diversas regiões da cidade, de forma voluntária. Iniciado em agosto de 2016, idealizado pelos arquitetos e urbanistas Giovani Bonetti e Silvia Lenzi, a partir de uma conversa informal entre amigos, o movimento foi sendo ampliado e hoje reúnecerca de 200 pessoas, entre arquitetos, engenheiros, designers, jornalistas, artistas plásticos, guias de turismo, fotógrafos e educadores, atuantes nos setores privados e públicos. Os membros mantêm contato permanente pelas redes sociais e aplicativos de conversas e reúnem-se periodicamente na sede do Museu da Escola Catarinense (MESC), no coração da área que chamam de Distrito Criativo, aoleste da Praça XV de Novembro. Essa é a região-alvo das primeiras ações desenvolvidas pelo Movimento Traços Urbanos.
www.movimentotracosurbanos.com



Acompanhe

www.movimentotracosurbanos.com
www.facebook.com/movimentotracosurbanos
www.instagram.com/movimentotracosurbanos

VAMOS JUNTOS?

Seja voluntário do movimento

Se você quer participar do Movimento Traços Urbanos, venha e faça parte. Juntos somos mais fortes e podemos colaborar para melhorar os espaços públicos da nossa cidade.

VEM COM A GENTE